Análise Comportamental

Psicologia Analítica

Na abordagem da Psicologia Analítica do pressuposto que o ser humano é uma totalidade.

São utilizadas técnicas como interpretação dos sonhos, pintura e imaginação ativa. Basicamente o cliente deve estar disposto a utilizar estas técnicas e ter capacidade de simbolização. A participação do cliente é ativa e, portanto, não deve esperar "conselhos" do profissional.

É uma abordagem profunda, portanto não imediata, embora resultados rápidos possam acontecer. De forma geral, o que o cliente precisa é estar disposto a se conhecer em um nível além das aparências.

 

A Psicologia Junguiana também não foca na patologia do cliente. Trazendo rótulos para sua condição. Procura entender o sentido da queixa como um pedido de ajuda, algo que quer se transformar.

A linha Analítica surgiu com a Psicanálise Freudiana, o principal autor desta linha é Jung. Tem alguma semelhança com a psicanálise, pelo fato de Jung ter sido discípulo de Freud, porém a linha analítica surgiu quando Jung passou a trazer para a psicanálise algumas questões ligadas ao seu conhecimento de alquimia e religião, que mudava um pouco a visão de inconsciente trazida por Freud. Portanto, na teoria analítica, fala-se muito em inconsciente coletivo, sombra e sincronicidade. Pode ser confundida com algo mais místico, embora não seja.

Psicoterapia Corporal Neo Reichiana

A terapia corporal reichiana surgiu a partir dos estudos do médico austríaco Wilhelm Reich. Discípulo de Freud, começou a trabalhar com o corpo dos clientes após alguns anos de experiência com a psicanálise, associando a ela a observação das expressões, dos olhos, da face, da voz, das tensões musculares e da respiração.

A base da Terapia Corporal é a ideia de uma identidade que envolve corpo, pensamentos, emoções, sensações e ações. Entende o corpo como uma unidade psicossomática na qual tudo está intrinsecamente relacionado.

Psicoterapia Breve

A Psicoterapia Breve, tem a psicanálise como referência, apresenta dois elementos constitutivos: o limite de tempo previamente estabelecido para a terapia e a presença de um foco. Quando corretamente indicada, a Psicoterapia Breve torna-se uma alternativa útil e coerente com as necessidades de muitos pacientes e é profunda em seus propósitos. Por convenção, o prazo máximo para uma psicoterapia breve é de um ano, podendo durar alguns meses ou algumas sessões.

Assine e atualize-se

Rua Joaquim Marcelino Leite, 265 - Jardim Interlagos - Hortolândia, SP - CEP: 13186-642

 

Tel: (19) 98284-8882

©2020 MARISA TERAPIAS